O tempo passou, envelheci e dai?


A maturidade pode ser libertadora ou assustadora, depende de quê ângulo observamos esse aspecto. Eu posso escolher pensar que isso ou aquilo já não é mais para mim, porque a idade não permite, ou simplesmente continuar experimentando a vida como uma criança curiosa que quer descobrir coisas novas. Posso me aposentar, pendurar a "chuteira" e esperar a morte chegar, ou simplesmente aproveitar o tempo que me resta, para saborear de forma divertida e alegre os "temperos" da vida. Quem quer cavar a própria cova antes da hora? Melhor ficar com a segunda opção, não é? Rsrs Nessa semana, sempre focada no melhoramento contínuo, decide mais uma vez, superar meus limites físicos e os padrões limitantes de pensamentos. Depois de 7 anos sem fazer essa prática e achando que tinha perdido habilidade... Foi só ativar meus recursos internos, mudar de ângulo, virar do avesso, para encontrar a força perdida do guerreiro obstinado. Realmente podemos mover uma "montanha", quando o nosso espírito jovem cultiva um estado mental positivo e se conecta à essa força que nos move. É fato que o corpo tem seus limites, não só na fase madura, como também na juventude, mas o que determina a nossa capacidade de realização, é aquela vontade visceral de fazer acontecer, somado ao comprometimento com nós mesmos e motivado pela determinação. Agora imagina a alegria da "criança" se divertindo... Rsrs E aí, bora rejuvenescer a mente?


Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

Sinta-se livre para tirar qualquer tipo de dúvida ou propor trabalhos e parcerias.

 

Tel: 55(19) 99706-3900 (Vivo) e WhatsApp
Campinas - SP

contato@arteyoga.com.br

Entre em contato

Política de privacidade          Termos de uso

© 2019 por Katia Hardt