Sinta-se livre para tirar qualquer tipo de dúvida ou propor trabalhos e parcerias.

 

Tel: 55(19) 99706-3900 (Vivo) e WhatsApp
Campinas - SP

contato@arteyoga.com.br

Entre em contato

Política de privacidade          Termos de uso

© 2019 por Katia Hardt

Está com a "macacada na cabeça"? Deixa ir que a mente aquieta!

09/06/2018

Por natureza, o macaco é um animal inquieto que gosta de se movimentar para lá e para cá, quando preso numa jaula, perde a liberdade de movimento e consequentemente essa inquietude tende a piorar, o que muitas vezes o leva ao estresse e o deixa depressivo.

A mente pode ser comparada a essa natureza inquieta do macaco, porque produz pensamentos e gera movimento a todo instante. Porém, quando os pensamentos são alimentados por estímulos e imaginação, mais agitada a mente se torna e nessa condição é quase impossível ter clareza das coisas.

Seguindo essa analogia, da mesma forma que quem alimenta um macaco faminto, corre o risco de ver surgir outros e ter que alimentar todo o bando, se uma pessoa continuar a alimentar os pensamentos e se identificar com eles, correrá o risco de multiplicá-los, provocando uma confusão mental perturbadora. Geralmente nesse estado, surge uma sensação de aprisionamento mental, comparada a esse bando de macacos presos numa jaula, que quer se livrar do cárcere a todo custo. O resultado desse comportamento comum a maioria de nós, pode levar a quadros de ansiedade, de depressão, de tristeza, estresse ou outras patologias mais sérias.

Se queremos paz interior, devemos “adestrar” o turbilhão de pensamentos que a mente produz, da mesma forma como se adestra um macaco, este deve obedecer ao comando do seu dono e o dono deve dar o comando correto a ele.

Portanto, descobrir o que desencadeia o excesso de pensamentos, é muito importante para cortá-los na fonte, de onde se originaram, antes que se dê asas à imaginação, que a mente produza ideias má concebidas, que desperte emoções indesejáveis, que abale o equilíbrio e que provavelmente modifique os ânimos.

Se esse ciclo não for interrompido logo no início, com o tempo, pensar demais, tornar-se-á um vício e a pessoa não sendo capaz de se livrar da “macacada na cabeça”, frustrada, pode adquirir o mau hábito de pensar negativamente.  

Segundo a tradição do yoga, para se livrar dessa “macacada”, digo, desse excesso de pensamentos, primeiro é preciso estabilizá-la. Para isso, recomenda-se sentar e parar o movimento físico para observar o estado interno e a qualidade dos pensamentos. Depois, para clarear e acalmar a mente, basta manter a concentração no fluxo respiratório, inspirando e exalando de forma profunda e compassada.  Esse exercício evitará que os pensamentos “saltem” de um para o outro, assim como os macacos que saltam de galho em galho e quando praticado de 10 a 20 minutos por dia, ajudará a devagar soltar  “macacada” e ao irem embora, a mente volta a serenar.

E aí, quer ficar livre desse tipo de problema, do estresse, da ansiedade, da agitação e mudar esse estado interno?

Reserve esse tempo para se autoconhecer e sentir-se em paz. Experimente praticar todos os dias, logo você verá os resultados com os benefícios que esse exercício simples e eficaz traz!  

Você gostou desse artigo e se interessou pelo assunto? Deixe seu comentário, será um prazer interagir com você!

Que saber mais e aprender como mudar e dominar seus pensamentos para gerenciar melhor suas emoções? Deixe aqui seu e-mail para enviarmos a programação dos eventos do ArteYoga.

Conhece alguém que poderia se beneficiar, com isso? Compartilhe, seja também um agente do bem!

 

Please reload

Posts Em Destaque

By being a warrior you will harmonize the Present-Past and Present-Future

March 31, 2017

1/2
Please reload

Posts Recentes

January 17, 2019

Please reload

Arquivo