Sinta-se livre para tirar qualquer tipo de dúvida ou propor trabalhos e parcerias.

 

Tel: 55(19) 99706-3900 (Vivo) e WhatsApp
Campinas - SP

contato@arteyoga.com.br

Entre em contato

Política de privacidade          Termos de uso

© 2019 por Katia Hardt

Lugares encantadores em Ubud, na ilha de Bali

24/03/2018

Ubud é um distrito da ilha de Bali na Indonésia, um lugar que encanta pela beleza da arquitetura dos templos, pelas inúmeras plantações de arroz, por suas festas, cerimônias religiosas e pela devoção deste povo.

Há uma infinidade de atrativos que essa pequena cidade tem à oferecer aos turistas e residentes.

Em suas ruas é possível encontrar, lindos hotéis com piscinas paradisíacas, ótimos restaurantes e lojas de todo tipo de produto. É quase um shopping a céu aberto. 

 

 

 

The Sacred Monkey Forest Sancturay

 

 

 

Mas se você é uma daquelas pessoas que adora animais, natureza e quando viaja gosta de saber sobre a cultura local, então, quando for a Ubud, reserve um tempo para visitar a Floresta dos Macacos. Ela está localizada bem próxima ao centro da cidade, em uma área de mata nativa muito bem preservada. Um lugar de muito verde, que abriga centenas de macacos e três templos destinados ao culto hindu Balinês, são eles:

Pura Dalem Agung (dedicado a Shiva); Pura Beji (dedicado a Ganga) e Pura Prajapati (dedicado a Prajapati) e que funciona como cemitério temporário, enquanto os corpos aguardam a cremação em massa que acontece a cada 5 anos.

Esse lugar também é um centro de pesquisas desses animais.

Os macacos ficam espalhados pelas árvores, fontes, telhados, pelas estátuas mitológicas dos templos, pontes e pelos caminhos. A todo instante você se depara com esses brincalhões se divertindo, pulando na água, nadando, catando piolho um do outro, brigando, subindo nos ombros dos turistas ou pulando em alguma mochila em busca de alimento.

É muito interessante observar o comportamento deles e ver a similaridade com os humanos, brincam um com o outro como as crianças.

 

 

Mas lembre-se:

Os macacos são curiosos, ágeis, rápidos e imprevisíveis, se houver algum alimento em sua mochila, eles vão querer pegar, por isso mantenha a atenção aos seus pertences e evite levar qualquer coisa que possa despertar a curiosidade deles. 

Dentro do parque é possível você comprar bananas para alimentá-los. 

Para quem deseja entrar nos templos, devem cobrir os braços e pernas, isso é um sinal de respeito.

Com esses cuidados, dá para curtir muito essa macacada e o passeio.   

 

Como chegar:

A floresta fica na Jalan Monkey Forest, Padangtegal em Ubud. Se você estiver hospedado na cidade de Ubud, é possível ir a pé ou pegar um taxi. Nesse caso, negocie sempre o valor antes, porque costumam cobrar um valor mais alto justamente esperando a negociação, faz parte da cultura deles e é uma prática comum em Bali, assim como na Índia.

A entrada custa 50.000 rúpias (mais ou menos R$12,00) e funciona das 8h30 às 18h. Mas o melhor momento é no período da manhã quando está menos cheio.

Quando cheguei tinha pouquíssimas pessoas, mas logo depois já eram várias.

 

Você pode ver mais informações no site: http://www.monkeyforestubud.com/

 

Curiosidade:

No hinduísmo, o macaco, assim como outros animas são sagrados.

Conta-se que na mitologia hindu, Hanuman o Deus-macaco, filho do Deus do vento (Vayú), e um avatar (encarnação) de Shiva, era um grande amigo de infância do Príncipe Rama.

Um dia, Sita esposa de Rama, foi raptada por Ravana, o demônio. Desesperado, Rama pediu ajuda a Hanuman, pois sabia que ele era um servo devoto e tinha poderes sobre naturais para encontrá-la e libertá-la. Confiando plenamente na capacidade de Hanumam, descreveu sua esposa a ele e deu-lhe um anel, que deveria ser mostrado a Sita, assim que a encontra-se, para que ela soubesse que Hanuman era um enviado de seu esposo.

Porém, sua busca durou muito tempo, pois ele precisou enfrentar o exército e as inúmeras tentações do demônio. 

Após muito procurar, já quase desanimado, Hanuman com suas diversas proezas,  conseguiu encontrar Sita debaixo de uma árvore no Sri Lanka e resgatá-la. Ravana acabou sendo derrotado pela sabedoria, humildade e caráter imaculado do Deus-Macaco.

Hanuman é a divindade que representa o herói que tem coragem de preservar aquilo que é Verdadeiro, simboliza a vitória do bem sobre o mal, o devoto humilde e fiel. 

Aqui fiz uma pequena alusão a história mitológica de Hanuman, mas para quem quer compreender a essência desses aspectos sagrados que os hindus cultuam, sugiro um aprofundamento sobre o assunto.  

 

 

Please reload

Posts Em Destaque

By being a warrior you will harmonize the Present-Past and Present-Future

March 31, 2017

1/2
Please reload

Posts Recentes

January 17, 2019