Sinta-se livre para tirar qualquer tipo de dúvida ou propor trabalhos e parcerias.

 

Tel: 55(19) 99706-3900 (Vivo) e WhatsApp
Campinas - SP

contato@arteyoga.com.br

Entre em contato

Política de privacidade          Termos de uso

© 2019 por Katia Hardt

Você está preparado para “navegar” por momentos difíceis? Qual é a força que te move?

16/11/2015

 

 

Sabemos que desde os primórdios tragédias, crises e barbáries acontecem, no entanto, quando presenciamos essas situações, geralmente nos abalamos emocionalmente. Por outro lado, também sabemos que nessa hora, o poder do coração original de compaixão pode se manifestar, despertando em nós o sentimento de benevolência, solidariedade e alegria para ajudar os que necessitam nessa situação.

 

Ocorre que nesse contexto, também pode surgir, a tristeza, a agonia, a desolação, a indignação, a revolta e todo tipo de sentimento que nos leva a identificação com o sofrimento que causou a perturbação ao coração. Dessa forma, os pensamentos, que em um instante atrás, tinham sua frequência mais elevada, decaem vibrando em “notas” mais baixas.

 

Na primeira situação, vemos a natureza humana agir impulsionada pela força que dá a vida, já na segunda situação, vemos a condição humana agir impulsionada pela força que traz o medo, o conflito e por fim o caos.

 

Chamo a atenção para esse fato, porque apesar de muitas vezes termos consciência que esse movimento dual faz parte da vida, nem todas as pessoas estão preparadas para situações extremas. E “navegar nesse mar da dualidade” que hora nos trás prazer e hora nos trás dor, é aceitar esse “contrato de risco” que exige de nós equilíbrio.

 

Penso que nesse caso, temos duas escolhas; ou pegamos no “leme” da nossa mente e damos o comando a ela para chegar onde queremos, focando em nosso objetivo final ou nos afogamos no mar das emoções, lamentações e reclamações.

 

Hoje, com o mundo mais “antenado” do que antes, com a internet e a mídia, as notícias nos chegam ao ritmo de “avalanche”, soterrando e desviando nossa atenção para o sentido que devemos seguir.

 

Sem perceber, nos distraímos e nos identificamos com sentimentos gerados por impressões negativas, esquecendo-se da força motriz que dá movimento a vida, que ordena, que organiza todos os elementos para que eles entrem em ação restabelecendo o equilíbrio onde se instalou o caos, até que tudo volte a paz e a harmonia.

 

O que se vê na atualidade, é que deixamos de confiar nessa força Divina que trabalha a favor da natureza, para crer na força que nos leva a esse caos. E de repente o que era luz torna-se escuridão.

 

Podemos desconhecer a causa de todas as coisas, mas alimentar a revolta, o medo, a tristeza ou perder a esperança de dias melhores, certamente não nos conduzirá a lugar algum.

Se estivermos criando essa realidade através do pensamento, então que possamos estar atentos a quais pensamentos que queremos que habitem nossas mentes, para cuidar que sejam mais elevados, assim como os sentimentos, pois o poder do pensamento poderá mudar nosso destino.

 

Dessa forma, se queremos nos autoconhecer, precisamos nos preparar para navegar nesse mar de incerteza, sem se fascinar pelos dias de sol e sem se perder nos dias de tempestade, saber desse fato sem se perturbar e prosseguir na busca da solução para um mundo melhor, com pessoas mais  consciente de seus atos.

Katia Hardt

Coach e Terapias integrativas

Please reload

Posts Em Destaque

By being a warrior you will harmonize the Present-Past and Present-Future

March 31, 2017

1/2
Please reload

Posts Recentes

January 17, 2019

Please reload

Arquivo